Segunda via de Boletos

Spaniel Tibetano - Alegre e autoconfiante

Alegre e autoconfiante, o Spaniel Tibetano é um cachorro terno e amoroso em família. Pode ser um ótimo animal de companhia, que encanta a todos com seu olhar meigo e muito expressivo. É um adorável cão de companhia que vibra com a atenção de todos os integrantes da família.

Spaniel_tibetano_capa

Na sua história, lendas contam que é um animal especial e sua existência tem religioso. Os tibetanos acreditavam que esse cão ajudaria a prosperar suas vidas vindouras e por isso, vivem em rodas de orações e em representações de cerâmica e argila.

Curioso para saber mais?

Origem e história da raça

De acordo com registros de sua origem, a história do Spaniel Tibetano possui uma ligação bem forte com a vida religiosa do Tibete.

Ao longo da história, o Tibet esteve, na maior parte do tempo, isolado do resto do mundo (exceto pelas vizinhas China e Índia). Esse isolamento do povo nômade aliado ao crescimento do Budismo, que é contra o abate de animais, são causas que aumentaram a importância dos cães na vida dos Tibetanos. E isso colaborou para o crescimento da raça.

O carinho especial por esses animais é consequência da crença Budista de que a reencarnação existe e que em suas vidas passadas poderiam ter sido animais ou ainda poderiam voltar a ser, futuramente.

O Spaniel Tibetano era constantemente usado como ótimo guardião devido à sua incrível habilidade de enxergar longas distâncias e ao fato de latirem insistentemente. O cão passava horas sentado na frente dos monastérios fazendo a vigia e dava, rapidamente, o alarme contra a aproximação de estranhos, intrusos ou lobos em busca de seus rebanhos.

Também era muito comum dar essa raça de presente às famílias reais do antigo Tibet. Com isso, o cão se disseminou por toda a Ásia e, posteriormente, por todo o mundo.

Convívio e comportamento

Com olhar expressivo e uma fina elegância, o Spaniel Tibetano é um animal de estimação dotado de muitas qualidades. Além de uma companhia afetuosa e regada a muito amor, é caracterizado por uma vivacidade extremamente contagiante.

Bastante arredio com estranhos, não vai poupar esforços para tentar conter qualquer coisa que possa vir a prejudicar sua família ou seu lar. Pode ser considerado um bom cãozinho de guarda, pois possui uma visão de dar inveja e late incessantemente quando percebe algo estranho ou diferente.

Gosta de sentar em locais altos para poder observar o que acontece ao seu redor. Com personalidade forte e muita inteligência, algumas vezes pode não escutar as ordens do dono. Para minimizar esses comportamentos, deve ser adestrado com doçura para que tenha obediência.

Por outro lado, é um cachorro muito sensível, que pode sentir facilmente a emoção das pessoas que os cercam. Por isso, se você vai ter uma discussão com seu conjugue ou vai dar uma bronca severa em seus filhos, por exemplo, faça isso longe do seu Spaniel Tibetano. Caso contrário ele irá absorver essas emoções negativas e ficar bastante incomodado.

Feliz e com uma alegria contagiante, convive bem com crianças e se adapta bem a ambientes pequenos. É o cão ideal para viver em apartamentos, já que não necessita de exercícios físicos intensos e nem de uma grande área para correr.

Saúde e cuidados especiais

 O Tibetan Spaniel é um cão que tem uma expectativa longa de vida (cerca de 12 a 15 anos), entretanto pode vir a apresentar alguns problemas de saúde como luxação de patela (osso que corresponderia ao nosso joelho) e, principalmente, problemas respiratórios, por causa do seu focinho curto.

Sua pelagem se apresenta de forma lisa e sedosa e para manter essa vitalidade é recomendado que a escovação seja feita duas vezes por semana. Além de manter os pelos saudáveis e bonitos, escovar o pelo do seu cachorro regularmente é importante para evitar o acúmulo de nós em seus pelos longos.

É bom ficar atento ao tamanho dos pelos entre os dedos dos pés, que devem ser aparados por razões de segurança e para manter suas patas mais limpas.

Ao contrário do que acontece com muitas raças, o Tibetan Spaniel é uma raça adequada para viver em apartamentos e não deveria ficar fora de casa.  A necessidade de exercícios é mínima, embora deva ser diária, e uma longa caminhada uma vez ao dia ou dois passeios rápidos são suficientes para que ele se exercite adequadamente. Um pequeno quintal ou jardim em sua casa é apenas um mimo extra para seu cãozinho brincar.


Other news Raças