Segunda via de Boletos

Retriever da Nova Escócia

Mais conhecido como "tolls" ou "tollers", os cães da raça Retriever da Nova Escócia são considerados os menores e mais raros (ou menos conhecidos) cães do grupo dos retrievers. Com porte médio, equilibrado e muito bonito, o bicho dessa raça é inteligente, fácil de adestrar e bastante resistente.


Retriever_da_nova_esc%c3%93cia_capa

Excepcionalmente disposto para a atividade física, gosta muito de jogar e possui uma excelente socialização. Sua energia natural encanta todos que estão a sua volta!

Historia de sua origem

Popularmente conhecida por uma expressão que diz "Recolhedor de Patos da Nova Escócia", é bem provável esta raça tenha se originado a partir do cruzamento entre cães da raça Golden Retrievers e da Chesapeake Bay Retrievers, nas províncias marítimas do Canadá.

Inicialmente, esta espécie foi utilizada para atrair aves selvagens durante a caça. Os cães costumavam se movimentar pelas margens dos rios, de um lado para o outro, despertando a atenção dos patos que eram abatidos ao se aproximar.

Embora haja registros de sua existência desde o século XIX, o Retriever da Nova Escócia somente foi reconhecido na década de 80, quando também foi importado pela Miss Geraldine Flack, para o Reino Unido.

Atualmente, ainda é uma raça relativamente pouco conhecida, apesar de ter sua criação bastante difundida nos EUA e pela Europa, onde existem clubes de raça, mais pontualmente na Holanda e no Reino Unido.

Comportamento e convívio

Considerado excelente amigo, é uma raça bastante companheira que estabelece uma relação de amizade muito forte com toda a família.  O cão desta raça reúne qualidades típicas de um grande caçador: é paciente, atento, habilidoso, dinâmico e muito ativo.

Possui um caráter bastante firme e determinado, características que o tornam um pouco mais teimoso que outros retrievers, ditos bem obedientes (como o Golden Retriever e o Labrador). Mas é um cachorro dotado de muita inteligência, capaz de aprender rapidamente, tornando fácil o adestramento e a melhora da obediência.

Diante de estranhos é reservado, pode latir um pouco, entretanto não chega a ser agressivo. Só que esse seu temperamento não faz dele um grande cão de guarda, portanto não adianta depender deste cão para proteger a sua casa.

Por ter fortes características de caçador, adapta-se melhor aos grandes espaços, não sendo aconselhável mantê-lo em pequenos locais, como um apartamento. É um cão incansável que vive melhor em locais com amplo espaço para poder gastar suas energias nas atividades físicas frequentes e livres.

Mas se você tiver um cantinho de plantação e gostar de trabalhar no jardim, é melhor manter o Retriever da Nova Escócia bem longe deste espaço. Ele gosta de cavar e vai querer ajudar você no trabalho, o que não é uma boa ideia, pois você vai acabar com seu jardim totalmente destruído.

É um cachorro indicado para uma família bem ativa e envolvente, pois não aceita ser deixado na inatividade. Brincalhão e paciente, está sempre cheio de energia e disposto a entrar em qualquer tipo de brincadeira, sendo bom companheiro para uma casa com crianças.

Problemas de saúde e cuidados especiais

Trata-se de uma raça considerada bastante saudável, com expectativa de vida rondando os 14 anos. Em casos excepcionais, foram registrados alguns casos de atrofia da retina e problemas na tiroide.

O cuidado com o pelo deve ser feito regularmente com boa escovação, pelo menos duas vezes por semana, com escova de cerdas e um pente. Não é aconselhável dar banho regularmente, pois acarretará na perda do óleo natural do pelo, que protege o cachorro das baixas temperaturas. É importante manter as orelhas sempre limpas e secas para evitar qualquer tipo de infecção.

O exercício físico é muito importante e necessário, assim como os desafios mentais e o treinamento de obediência. Estimule seu cãozinho diariamente para mantê-lo com a saúde e qualidade de vida em dia.

O cachorro de raça é facilmente treinável, mas, por ser tão inteligente tende a se cansar com facilidade. Sendo assim, o treinamento deve envolver exercícios interessantes e diversificados para não aborrecê-lo. Seja confiante e tenha a voz firme, sem gritar.  Ele adora fazer seu dono feliz e não será difícil fazê-lo seguir o que você manda.

Estes bichos são como membros da família e apreciam muito a interação com seus donos. Desta forma, o cão Retriever de Nova Escócia precisa passar a maior parte do tempo dentro de casa e não lida bem quando é deixado sozinho fora de casa.

Como em todas as raças, amor e companheirismo são fundamentais.


Other news Raças