Segunda via de Boletos

Ragdoll - Um pequeno ‘gato de guarda

Está pensando em adotar um gato da raça Ragdoll? Então é bom ir se acostumando a olhar para o chão sempre que estiver andando. O gato dessa raça caminhará junto a você onde quer que você vá. Trata-se de um pequeno ‘gato de guarda’ que não abandona seu dono!

De temperamento fácil e muito carinhoso, é extremamente fácil se encantar com um Ragdoll e querer levá-lo para casa.


Ragdoll_capa

Conheça a seguir um pouco mais sobre este companheiro carinhoso e divertido.

Origem da raça

De origem americana e raramente encontrada em outros países, a raça Ragdoll foi batizada pela criadora norte-americana Ann Baker, no início da década de 60. Bem polêmica, a criadora patenteou o nome Ragdoll obrigando qualquer pessoa que viesse a criar ou comercializar a raça a lhe pagar os devidos royalties.

Relativamente recente, é considerada uma das raças domésticas de maior porte do mundo, resultado do cruzamento de um gato semelhante ao Angorá com a raça Sagrado da Birmânia.

Curiosamente seu nome significa “boneca de pano”, em referência a sua maior característica: a capacidade de relaxar completamente quando está no colo. Ele é tão dócil que se deixa ser jogado de um lado para o outro sem reclamar, coisa que a maioria dos gatos não aceita.

Comportamento e convívio

Mais que um gato grande e bonito, o Ragdoll é atencioso, divertido, dócil e muito cativante com seus expressivos olhos azuis.  Geralmente atende pelo nome e é um eterno companheiro inseparável: o melhor amigo da casa.

É uma raça afetuosa que gosta de carinho, além de bem apegada e fiel ao dono.  Uma vez que escolhe seu dono, irá acompanhá-lo pela vida inteira. Para retribuir, o dono deve deixar alguns minutinhos do seu dia reservados para fazer um cafuné, brincar e pegar o Ragdoll no colo!

O gato desta raça é descontraído e bem divertido, mas sem chegar a ser hiperativo. Muitos gostam de brincar de jogar e buscar objetos. Sempre educado, faz apenas sons macios, geralmente quando estão entusiasmados.

O felino se adapta facilmente com o estilo de vida de cada lar e é um bichano próprio para viver dentro de caso, junto à família. Por ter muita delicadeza e ser indefeso quando está livre, só vive bem ao ar livre ser for em  um ambiente totalmente isolado, como por exemplo, um jardim fechado.

Adora ser levado nos braços como uma típica boneca de pano. Convive bem com crianças e outros animais, e até mesmo com cães e gatos. Este gatinho costuma brinca sem estender suas garras. Por ser bem comportado, é fácil de cuidar.

O Ragdoll não é aconselhado para famílias que ficam fora o dia todo ou viajam com frequência e deixam a casa sozinha por muito tempo. Por ser um gatinho que gosta muito de carinho, precisa de companhia por perto.

Saúde e cuidados especiais

O gato de raça é um felino de desenvolvimento lento e que precisa de cuidados especiais para ter um crescimento saudável. A alimentação deve ser balanceada com rações de qualidade e adequadas para cada etapa de seu crescimento. Também é aconselhável que se pergunte ao veterinário sobre suplementos vitamínicos.

É preciso vermifugar seu gato periodicamente e vaciná-lo nas épocas certas. Os exercícios físicos devem ser bem moderados já que é uma raça muito sedentária.

A raça possui um pelo semi longo e predisposição para ter bolas de pelos. Como possui o hábito de se lamber constantemente, esse pelos podem ir parar em seu intestino, causando problemas de saúde. Para evitar essa complicação, é indicada a escovação diária do pelo. Além disso, uma vez por semana, os olhos e as orelhas devem limpos e as pontas das unhas aparadas. É importante deixar um arranhador por perto para que o gatinho possa brincar e afiar bem as suas unhas.

Brinquedos que fazem barulho, bolinhas que acendem, almofadinhas etc. são alguns dos brinquedinhos indicados para a diversão do gatinho. Sua liteira (caixa de areia) deve ser limpa todos os dias e a água e os alimentos frescos também devem estar facilmente à sua disposição.

Apesar de considerada uma raça bem forte e não possuir defeitos genéticos recorrentes, algumas doenças poderão surgir, como cardiomiopatia hipertrófica felina (adensamento do músculo do coração) e doença de rins policísticos.

Se precisar ficar muito tempo sem seus donos e outros animais como companhia, é aconselhável deixar alguns brinquedos à disposição de seu gatinho para que ele se distraia. E, no mais, dar sempre muito amor, carinho e atenção para manter seu Ragdoll saudável e feliz.

Otras noticias Raças