Segunda via de Boletos

Saluki - Por alguns chamado de enviado de Deus

A raça, que já esteve presente nas páginas do Guiness Book como o cão mais rápido do mundo, também é considerada tão antiga que pode ser a mais velha raça de cães domesticados em todo o mundo!


Saluki_capa

Com um rostinho bonito e bastante exótico, o Saluki é um cão que chama muita atenção por onde passa, principalmente devido a seu porte elegante, ostentado pelas pernas finas e longas e pelo dorso arqueado que exibe as costelas.

Apesar de toda a peculiaridade que o cerca, é muito amável e certamente se torna muito importante na vida de quem o tem ao seu lado!


Origem e história da raça

Na época do Egito Antigo era considerado um cão real e, devido ao grande valor que tinha, acabava mumificado ao lado de faraós. Por muitas civilizações, como a suméria e a egípcia, era tratado como um Deus.

O cão Saluki surgiu com as primeiras civilizações do Oriente Médio, fruto de cruzamentos entre galgos egípcios e asiáticos. Nos primórdios, vivia como nômade e caçava animais como gazelas, chacais, lebres e raposas – como foi possível comprovar em esculturas e ilustrações de culturas antigas.

Aos poucos, a raça foi sendo levada para a Europa a partir do século XII, junto com as tropas que retornavam das Cruzadas no Oriente Médio. E somente após a Segunda Guerra Mundial, passou a ser difundida no mundo todo, principalmente nos Estados Unidos, tornando-se um cão muito conhecido e querido por treinadores pela América, onde o animal é bastante valorizado como cão de guarda.

Comportamento do Saluki

Embora ótimo velocista fora de casa, o cachorro apresenta características bem calmas no lar. Não gosta de muito mimo e não demonstra afeto e interesse a todo instante. A verdade é que por ser uma raça bem antiga, possui uma personalidade independente e instintiva. Prefere manter um convívio mais tranquilo e reservado (podendo parecer até mesmo distante). Apesar disso, cria um vinculo bem forte com seu dono e familiares.

Sempre simpático e brincalhão, gosta de entreter a família e praticar exercício. Aliás, o exercício é uma ótima forma de se relacionar com o cãozinho, já que ele possui resistência suficiente para ser ótimo parceiro de corrida ou para uma volta de bicicleta.

É tímido e mais reservado na presença de estranhos. Não atenderá a qualquer chamado ou ordem de pessoas que não conheça, a não ser que seja por algum motivo que desperte bastante a sua curiosidade.

Não deve ser deixado sozinho por muito tempo, pois pode se entediar facilmente. É um cão sensível que não gosta de jogos violentos ou brincadeiras típicas como o arremesso de objetos para que ele busque.

A socialização precoce é necessária para inibir um pouco sua timidez e diminuir seu instinto de perseguir qualquer coisa que estiver em movimento.

Preza bastante pelo conforto, portanto nada de deixá-lo dormir no chão. Prepare uma caminha ou deixe-o descansar no sofá quentinho e aconchegante!

Adestramento do Saluki

Por natureza, o cão desta raça é muito ágil, exibindo movimentos elegantes de um verdadeiro caçador e velocista. Afinal, foi criado para correr longas distancias com velocidade (cerca de 60km/h). Outra característica peculiar é a certeira busca por sua presa, que acontece não pelo cheiro, mas sim pela aguçada visão de longa distância.

Por essas características, o adestramento deve ser diferenciado para esta raça, sendo necessário aplicar um pouco mais de paciência e certa dose de bom humor. Isso porque o cão vai entender a ordem dada, mas não compreende porque deve fazer o que você mandou.

Entretanto, não se preocupe! Com calma e persistência, o Saluki possui boa inteligência para ser adestrado em obediência ou agility.

Saúde e cuidados especiais

Em relação à saúde, é um cão bem resistente e que não necessita de cuidados específicos. Entretanto, pode apresentar: complicação nos olhos, câncer (principalmente no estômago e no fígado), hipotireoidismo e problemas no coração.  Apesar de casos raros, possui a condição de displasia da anca, por ser um cão de porte grande.

O cachorro também possui grande tendência ao tártaro por isso, é importante que os donos escovem seus dentes com frequência. E para que seu animalzinho não saia correndo durante este momento, faça isso desde pequeno para que ele se acostume. Outra boa dica é dar ossos para ele roer, isso auxilia muito a limpeza dos tártaros no dente.

A escovação de seus pelos deve ser feita com cerdas macias nas franjas e com luvas de borracha por todo o restante do corpo. Banhos, limpeza no ouvido e inspeção em seus narizes (por causa de queimaduras solares) devem ser feitos semanalmente.

Uma boa caminhada diária é muito importante para a manutenção da sua saúde. E, caso tenha uma área ao ar livre segura, é uma ótima ideia deixá-lo solto para uma corridinha regular. Mas, caso você não tenha esse espaço, os passeios deverão ser feitos sempre com coleira! O cão de raça pode ser bem disperso e ir atrás de qualquer coisa que desperte sua curiosidade. Não é a toa que, nas cidades, umas das maiores causas de morte dessa raça, são os atropelamentos.

A socialização também é algo vital para a saúde de qualquer cão da raça Saluki. Não é recomendado que este animal fique sozinho, bloqueado ou viva no mesmo ambiente que outra raça dominante ou nervosa. Se possível, deixe-o brincar livremente em um espaço ao ar livre durante o dia e a noite disponibilize uma cama bem macia e aconchegante.


Outras Notícias sobre Raças