Segunda via de Boletos

Pequinês - um pequeno valente que adora brincar

Ele é pequeno, dócil e muito engraçadinho, já foi muito famoso nos anos 70 e 80 e hoje em dia é uma raça muito rara no Brasil. O Pequinês é originário da China é um cão de companhia, de pequeno porte, pode chegar a pesar até 7 quilos e medir de 20 a 27 cm de altura, é muito fofo e adora um chamego.

Pequin%c3%aas-capa

O Pequinês tem características muito interessantes, alguns dizem que ele se parece com um macaquinho mas ao mesmo tempo tem alguns traços de leão.  Além disso, a raça tem uma personalidade muito forte, é muito valiosa, digna de luxo e glamour.

Temperamento e características
Quando filhote, ele geralmente é muito valente e não fica acuado diante de um outro que seja maior, por isso é muito importante que ele seja socializado e treinado desde pequeno a conviver com outros animais para não crescer um adulto encrenqueiro. Embora o esse pequeno seja muito corajoso ele não é brigão, mas, quando é desafiado não fica com medo e nem recua.  
Costuma estranhar pessoas que não sejam da família, possui extinto protetor para quem ele ama, ele também é excelente cão para alarme, é um cão teimoso e ciumento por natureza.
O pequinês é independente, mas, isso não o impede de ser afetivo com seu dono.  Embora tenha uma cara meio de bravo ele é muito brincalhão, adora o ar livre e precisa dele para se exercitar, mas também curte uma sonequinha e distrações dentro de casa.
Se ele não te obedecer não estranhe, pois o reflexo de sua independência, mas logo você vai notar o quanto adora você.  Sua altivez é o ponto mais forte de sua personalidade, o que indica que você deverá ter muita paciência e firmeza ao querer ensinar algo para ele.
Se mostram indiferente a carinhos e muitas vezes os ignoram completamente.  Muitas pessoas conhecedoras da raça costumam dizer que eles são parecidos com os gatos, por ser tão independente e ter esse tipo de personalidade.
Para crianças o pequinês costuma não ser muito recomendado, isso porque ele não é tão sociável e pode ser que elas não saibam brincar ou ter os devidos cuidados podendo irritá-lo e deixá-lo bravo

Cuidados especiais
Ele é extremamente peludinho, por isso sente muito calor e o manter em local fresco pode ser questão de vida ou morte, então procure sempre deixá-lo em ambientes com ar condicionado e sombras.  Por isso a raça é ideal para viver em apartamentos, por serem pequenos e muito frágeis.
Seus pelos, em especial os localizados na região dos glúteos, devem ser escovados ao menos uma vez na semana, isso para tirar os que já estão mortos, prevenir doenças de pele e demais infecções.
Embora o cão pequinês se acostume rapidamente com pequenos ambientes, ele precisa de exercícios diários para não ficar agressivo, obeso ou ter alguma doença proveniente do sedentarismo como até mesmo a depressão.  Procure levá-lo para fazer caminhadas e atividades físicas ao ar livre em pelo menos três vezes na semana, isso vai fazer muito bem para o seu cão.
Os outros principais problemas de saúde que o Pequinês pode apresentar, são relativos aos seus olhos que costumam ficar muito expostos.
Por natureza, essa raça de cão ronca bastante, isso porque são braquicefálicos, algo que é normal entre a espécie, então não estranhe quando isso acontecer.  Esses fofos podem viver de 13 a 15 anos e não costumam ficar muito doentes se forem bem cuidados.
Agora que você já conhece a raça e suas características, que tal ter um pequinês? Você já pensou nisso?

Outras Notícias sobre Raças