Segunda via de Boletos

Pequeno cão leão: Um simpático peludinho que vai chamar a sua atenção

Considerado um cachorro de pequeno porte, o Pequeno Cão Leão é alegre, animado e se mostra constantemente afetuoso: ótimas qualidades para quem busca um cãozinho para companhia. Também conhecido como Löwchen, possui uma aparência exótica e um olhar cativante. 


L%c3%b6wchen

Amigável com quase todos que estão próximos, é um animal que traz bastante alegria e felicidade para o ambiente em que vive.

Agora, você vai conhecer um pouco sobre a história, o comportamento e os cuidados necessários para saúde e alegria desse charmoso cachorro peludinho.

Como surgiu esta raça

Este curioso nome surgiu por causa do corte de seu pelo, feito de forma bem semelhante à de um leão. O pelo do cão de raça é tosado curto nas costas e no corpo, ficando uma juba grande na cabeça e alguns pequenos enfeites nas patas e no rabo.

O antepassado desta raça ainda é pouco conhecido, apesar de muito ser falado sobre seu parentesco com a família dos primeiros bichons do sul da Europa – sendo a única raça que ainda mantém a tosa do tipo leão.

O que se sabe é que este cachorro é encontrado nas cidades francesas desde o século XIV, quando era usado como companheiro preferido e inseparável das damas da aristocracia e da corte. Uma curiosidade interessante da época é que essas damas utilizavam os cachorros para aquecer seus pés.

Exatamente por isso, é um animal famoso por ser um cão de companhia agradável por séculos, aparecendo em muitas pinturas através dos tempos.

Entretanto, apesar de ter sido tão apreciado pelos seus antepassados, o prestígio da raça sofreu um declínio e os cãezinhos quase desapareceram no século XIX. A sobrevivência deste tipo de cão ocorreu devido aos esforços de um criador belga para garantir que ela continuasse existindo.

Atualmente, ainda é considerado um cachorro raro em todo o mundo, uma vez que sua reprodução é mais reduzida. 

Convívio de comportamento

O Pequeno Cão Leão é dócil e bem fiel. Tem como características positivas: ser bastante social e se relacionar muito bem crianças e outros mascotes da casa.  É muito ativo, adora uma boa brincadeira e diverte toda a casa com sua alegria.

Ávido por agradar, o cão desta raça tem muito carinho para dar. É afetuoso, atencioso, receptivo e obedece bem a seus donos. Em geral, permanece calmo e discreto sob comando. A franqueza e a ternura em seu olhar encantam quem está por perto.

Sensível, exige afeição e atenção de sua família e não gosta de ficar sozinho em casa. Pode ser tímido e bastante reservado com visitas e pessoas desconhecidas.

Adestramento

Apesar de ser um cachorro em miniatura, possui um nível de inteligência bem acima da média. É resistente, ativo e costuma responder de forma positiva ao adestramento de obediência – apesar de este nem sempre ser fácil.

Sua veia destemida e forte o faz se levantar para proteger bravamente a família e o seu território. O adestramento é importante para evitar que desafiem cães maiores sem necessidade, cavem buracos no jardim e latam em excesso.

Não é aconselhável deixar o cão dessa raça viver fora de casa, pois ele se adapta melhor à vida dentro de casa. E, apesar de sua pequena aparência de cãozinho bibelô, não é um cachorro típico de colo.

Cuidado com a saúde

Para conservar a aparência sedosa e elegante do seu pelo, o cãozinho dessa raça precisa de uma escovação caprichada toda semana e, se possível, diariamente. A tosa deve ser realizada e retocada com intervalos que vão de quatro a seis semanas, no máximo.

Outro cuidado especial com a sua pelagem é observar se o comprimento não está atrapalhando a sua visão. Inclusive, é recomendado manter o pelo sempre preso no alto da cabeça (caso esteja atrapalhando).

Esta raça adora um desafio mental, jogos ou missões. Não economize nas brincadeiras e garanta que seu cão tenha uma boa caminhada diariamente para aproveitar um dia ensolarado na rua ou no jardim.

O Pequeno Cão Leão é um cachorro com uma saúde muito boa e forte, provavelmente devido à sua limitada base de criação, mas os cuidados nunca são demais. Já foram diagnosticados problemas como atrofia progressiva de retina e luxações de rótula e patela.

Como todo cãozinho, precisa de cuidados, exercícios, brincadeiras e muito amor!


Outras Notícias sobre Raças