Segunda via de Boletos

Pastor- Australiano: O protetor

Também chamado de Australian Shepherd, o Pastor Australiano, assim como todo cão de porte médio para grande e, especialmente, os pastores, necessita de muito espaço para brincar e exercício físico.

Pastor-australiano-capa

Por isso, não é recomendado para pequenos apartamentos e donos que não tenham tempo ou hábito de levar o cão andar ao ar livre mais de uma vez ao dia. O ideal é que ele viva em uma casa térrea com quintal ou até mesmo em pequenas propriedades onde possa correr livremente.

Cheio de energia e muito inteligente, este cão surpreende os donos com sua animação e senso protetor.

Origens

Esta raça é conhecida apenas pelas instituições oficiais americanas e a internacional FCI. Isso porque a raça não fora desenvolvida na Austrália, como sugere o nome, e sim, nos Estados Unidos. Sua origem não é totalmente conhecida, porém é um consenso que o nome Australian Shepherd fora adotado por causa dos pastores bascos que vieram da Austrália para os EUA no início do século 19.

Estes cachorros vieram junto aos pastores e rebanhos importados pelos colonos. Apenas na América, estes cães ganharam o status de pura raça.

Estima-se que os ancestrais do Pastor Australiano sejam o Old Welsh Bobtail, que pode ser encontrado no país de Gales e/ou o Collie, pois trata-se de um parente próximo dos Australian Shepherds. Este cachorro também já recebeu outros nomes como: Pastor Dogs, Bob-Tails, Spanish Shepherds, Heelers, Califórnia Shepherds e New Mexican Shepherds.

Após o término da Segunda Guerra Mundial, a raça cresceu em popularidade, devido às suas ótimas qualidades de cão para trabalho e companhia. Graças a seu temperamento sempre alerta, os Pastores Australianos, ou Aussies (nomenclatura dada pelos criadores) se ocuparam de várias tarefas e foram ganhando a preferência de muitas famílias e criadores.

No Brasil, esta raça só começou a aparecer em 2001. Sendo assim, não é muito comum ver um destes por aqui.

Temperamento do Pastor Australiano

Trata-se de uma raça muito dócil com os donos e membros da família. Este cão apresenta aguçado instinto de pastoreio, o que significa que está sempre alerta ao ambiente e a mudanças, além de características de cão protetor do dono e do território. Eles são muito apegados ao dono e seguem-no por onde forem.

O Pastor Australiano é inteligente e possui alto nível de energia, podendo (e gostando) de desempenhar tarefas e atividades físicas. Eles não gostam de muita solidão e de ficar trancados. Caso sintam-se muito entediados ou solitários, poderão desenvolver comportamentos destrutivos por causa da ansiedade. Possui porte médio, mas, mesmo assim, não são ideais para apartamentos.

De qualquer forma, 30 a 40 minutos de atividade física intensa e mais um passeio (para necessidades, por exemplo) já serão suficientes para manter sua alegria e energia sob controle. Brincadeiras utilizando frisbee, bolas, flyball e outros objetos próprios são altamente recomendadas. O Pastor Australiano também é ótimo companheiro de caminhadas ou corridas leves.

Como são territoriais, eles podem causar problemas se não receberem treinamento desde cedo. Afinal, eles podem entender coisas do dia-a-dia como visitas, empregados domésticos ou novos animais de estimação como ameaças.

Se adestrado, ele dá-se com crianças e outros animais sem o menor problema. Além de ser dócil e comportado com visitas. O Aussie responde bem ao treinamento e aos chamados de obediência.

Cuidados com o Pastor Australiano

Por possuir uma pelagem moderadamente comprida e densa, são necessários alguns cuidados para manter seu Aussie limpo e com o pelo bem cuidado. Escovações semanais são necessárias para limpar pelos mortos e evitar embaraços.

Este cão perde pelo o ano todo e precisa de banho e secagem adequados. Caso não seja seco, seu pastor poderá ficar com aquele cheiro de “cachorro molhado”.

Com a escovação correta e procedimento de banho obedecido, não é necessária muita frequência no banho, evitando, assim, que o cachorro produza muita secreção para manter a oleosidade do pelo.

Os pastores australianos são rústicos, o que significa que não são animais muito suscetíveis a doenças. Porém, alguns problemas de saúde são mais comuns à raça como displasia coxo-femural, problemas oftalmológicos hereditários e epilepsia.

De acordo com a Wikipedia, o cachorro que bateu o recorde de cão de maior longevidade já visto entre os caninos é desta raça: Bluey viveu entre 1910 e 1939. Ele faleceu aos 29 anos de idade.



Outras Notícias sobre Raças