Segunda via de Boletos

Löwchen: Um verdadeiro cão europeu

Com um nome bem difícil de ser pronunciado, o Löwchen é um pequeno cão de aparência um tanto quanto exótica! Sua tosa o deixa parecido com um pequeno leão, apresentando uma juba espessa na cabeça e no peito com enfeites peludos na cauda e nos pés. Desta forma, ele chama a atenção por sua aparência bem sofisticada e elegante.

Lowchen_capa

Seu temperamento calmo e apego pela família o tornam uma ótima companhia como animalzinho de estimação e faz com que seja muito amado por todos que o possui.

Além disso, é uma raça que esconde alguns recordes bem interessantes!

Origem da raça

De acordo com registros de sua origem, cães da raça Löwchen, ou pelo menos muitos semelhantes, estão retratados em obras de artes alemãs do século XVII. Em especial destacando-se pinturas da Duquesa de Alba e tapeçarias históricas.

Isso porque, devido a sua elegância e gentileza, foi, durante um longo período, o cão preferido da mais alta nobreza da França e da Alemanha, sendo a companhia preferida e inseparável das damas da corte europeia na pré-renascença. As damas ainda costumavam usar esses animais para aquecer os pés e até mesmo como edredons para aquecer as noites frias.

Apesar de, possivelmente, documentada como uma raça alemã, há quem insista em dizer que sua origem foi no Mediterrâneo. O fato é que, independente de onde tenha surgido seus primeiros exemplares, o Löwchen continua sendo uma das raças mais raras de todo o mundo.

Com o declínio de seu prestigio na alta sociedade, a raça quase chegou a ser extinta, chegando a alcançar apenas 65 exemplares de cães de raça registrados. E atualmente a raça continua sendo difícil de encontrar: o número de novos registros de nascimento por ano não ultrapassa 100 exemplares.

Quer saber um dos motivos dessa raridade? O Löwchen – original e tradicionalmente bem peludo – pode chegar a custar mais de R$ 16 mil.

Membro da família dos Bichons, a raça também é conhecida como Petit Chien Lion.

Convívio e comportamento do Löwchen

O Löwchen é um cão que possui uma visão muito animada e amigável sobre a vida. Em seu lar, traz muita felicidade e alegria para todos que convivem em sua companhia. É bastante dedicado à família, sociável e costuma se dar muito bem com as crianças e outros animais da casa.

É um cachorro sensível, bem amoroso e que apresenta uma necessidade considerável de agradar a quem gosta. Precisa de um pouco de atenção e afeição dos membros de sua família. Apesar de ser um cão de pequeno porte, não é o típico cão de colo. Com estranhos, pode apresentar comportamento bastante reservado.

O pequeno cão leão possui uma veia bem forte e destemida que vai fazê-lo levantar e se colocar diante de qualquer circunstância para proteger seu território e toda a sua família.

Adapta-se facilmente a uma vida dentro de casa ou apartamento, mas não dispensa passeios longos e diários na companhia dos seus donos, pois necessita de exercício físico e mental para se manter estável.

É uma raça inteligente que aprende com facilidade e treiná-lo pode ser uma tarefa não muito complicada.

Saúde e cuidados especiais

O Löwchen é uma raça com uma saúde considerada boa por causa da sua limitada base de criação, mas pode apresentar algumas doenças ao longo de sua vida como luxação de patela, dermatites e infecções bacterianas na pele.

Sua pelagem longa e densa necessita de cuidados regulares para que se mantenha bonita e saudável. Como possui muita facilidade para embolar e criar nós, é preciso de escovações frequentes.

Se for possível cuidar do pelo diariamente, separe uns 10 minutinhos para fazer a escovação. Caso não seja possível essa atenção diária, opte por uma escovação mais vigorosa uma vez por semana. O importante é manter os cuidados com os pelos sempre frequentes para evitar o acumulo de nós.

Para seus pelos ondulados, a tosa é indicada a cada dois meses - não mais que isso. E, normalmente, o corte de sua pelagem é muito semelhante a de um pequeno leão: curto ao longo do corpo e nas costas, com uma juba de tamanho maior na parte do peito e da cabeça. Ainda se podem deixar alguns enfeites nas patas e no rabo.

Entretanto, se o seu cachorro não for um cão de exposição, fique à vontade para consultar um veterinário e saber qual é o melhor estilo para tosar o pelo do seu animalzinho. Se possível, adote o uso de produtos específicos para o tipo de pelo do cachorro.


Outras Notícias sobre Raças