Segunda via de Boletos

Dogue Alemão: O apolo dos cachorros

Como uma escultura nobre que concilia imponência e elegância, o Dogue Alemão é uma raça com características de força e agilidade, chegando a ser considerado o “Apolo” (um deus grego) entre as raças caninas. Apesar de toda sua imponente estrutura, é uma raça doce, afável e alegre. Chega a ser tão brincalhão que muitas vezes parece esquecer o tamanho e a força que tem.


Dogue_alemao-capa

De origem alemã, descende de cães de grande porte que chegaram até a Europa através das mãos de um povo conhecido como os Alanos e é, provavelmente, o produto do cruzamento das raças Mastiff Inglês e o Wolfhound Irlandês. Seus antepassados eram usados como cães de guerra e de caça, assim fica fácil entender de onde vem toda a velocidade, resistência, força e coragem desses cães.

Em todo o mundo, a raça atingiu facilmente uma grande popularidade apesar das dificuldades que existe em criar um cão gigante. No Guiness Book é a raça de cão mais alto do mundo (tipo Zeus, com 1,12 m de altura na cernelha).

Devido à sua personalidade e ao tamanho gigante, o Dogue Alemão é uma das raças mais solicitadas para desempenhar a função de guarda de propriedades.

Personalidade e convívio com o Dogue Alemão

O cão dessa raça é bem gentil e descontraído: um ótimo companheiro para se ter na família. É afetuoso com os familiares, em particular com as crianças (apesar de algumas brincadeiras serem inadequadas para crianças pequenas), e geralmente é amigável com outros cães e animais de estimação.

Guardião tamanho família, este cachorro cumpre as funções de companhia e guarda com elegância. O Dogue Alemão nutre um apego imensurável por todos da casa e gosta de sentar no colo do dono, mesmo quando adulto. Se  você procura um cão  para torná-lo um membro da família e tê-lo como companheiro no convívio diário, trata-se de uma excelente opção. 

É um guarda equilibrado, que não ataca sem necessidade, só que, por seu tamanho, não precisa de muito esforço para impor respeito e defender o território. Os cães desta raça se mostram esquivos e desconfiados com pessoas estranhas ao círculo familiar, sendo capazes de reagir para defender seus donos ao menor sinal de ameaça.

Com tanta valentia, fica até difícil acreditar que essa é a raça do Scooby-Doo, o cão mais covarde dos desenhos animados!

Adestramento do Dogue Alemão
Por seu tamanho e força, é aconselhável que os cães passem pelo adestramento de obediência ainda quando pequenos (entre 5 e 6 meses). Como gostam muito de brincar é comum que, com seu quase 1 metro de altura e até 80 quilos, suas brincadeiras e jogos causem pequenos acidentes ou derrubem facilmente seus donos!

A raça é bem poderosa e ao mesmo tempo sensível, com inteligência e habilidades para aprender rapidamente, sem dispensar, é claro, de boas doses de firmeza e paciência.  Com isso, o adestramento costuma ser muito eficiente e auxilia o cachorro a manter a calma e prudência nas situações mais adversas.

Cuidados com a saúde do Dogue Alemão

Durante a fase de crescimento (até cerca de um ano) não são aconselháveis passeios muito longos ou brincadeiras exageradas para não comprometer o desenvolvimento da musculatura e ossos. Mas, depois disso, este cachorro precisa fazer um pouco de exercícios todos os dias, como uma boa caminhada ou corrida.

Também é muito importante que tenha um espaço ao ar livre seguro para que ele se divirta sem a coleira, pois sua natureza atlética pode deixá-lo agressivo e estressado quando mantido muito tempo aprisionado. Dentro de casa, o ideal é ter uma acomodação macia e espaço suficiente para que possa se esticar enquanto dorme. E, não estranhe, alguns tendem a babar.

Em alguns países é comum cortar suas orelhas, mas não há necessidade. Elas podem ficar naturalmente com seu aspecto triangular e pontudo. A pelagem é curta, espessa e aderente, sendo dispensáveis maiores cuidados com os pelos, naturalmente reluzentes.

Como é comum em cães de porte grande, o Dogue Alemão possui uma expectativa de vida relativamente curta (por volta de 6 a 8 anos) e pode sofrer constantemente com torções estomacais, uma das principais preocupações de saúde de sua raça. Ainda em relação à saúde, outras preocupações comuns são: doença arterial coronariana, cardiomiopatia, IVC (síndrome de wobbler), catarata, displasia do cotovelo, osteosarcoma e problemas ósseos.

Porém, com os cuidados adequados, muita atenção e carinho, o Dogue Alemão tem tudo para ser uma criatura feliz e um membro fiel da família.



Outras Notícias sobre Raças