Segunda via de Boletos

Cão pelado Peruano

Oficialmente reconhecido como patrimônio nacional de seu país, o Cão Pelado Peruano é o único cão, como sugere seu nome, nativo do Peru. Trata-se de uma raça bem rara e pouco conhecida em todo o mundo.

Dócil e afetuosa, sua principal característica é mesmo a ausência de pelos em seu corpo. Ficou curioso? Então saiba mais sobre o cãozinho dessa raça.


C%c3%83o_pelado_peruano_capa

Origem e curiosidades da raça

Assim como muitas raças caninas de longa data, as reais origens do cão Pelado Peruano são bastante incertas, ainda mais por se tratar de uma raça bem rara.

Para alguns criadores, ela descende do Cão de Crista Chinês, levado ao Peru junto com os chineses imigrantes. Outros acreditam que sua origem deu-se através dos nômades africanos que se deslocavam para a América acompanhados de seus cães pelados. 

O fato é que a raça teve sua primeira aparição em vilas peruanas no século I d.C  e os indícios de sua existência estão expostos em cerâmicas de diversas civilizações anteriores aos Incas. Em muitas delas, a representação do Pelado Peruano aparece misturado a animais como serpentes, pumas e falcões.

Na época de seu surgimento, acredita-se que existiam duas variedades de cães peruanos vindos da mesma ninhada: o pelado tradicional e o com pelagem. Entretanto eram os pelados que as civilizações locais mais apreciavam, chegando a chamá-los de “cães sem roupas”.

A civilização inca, em especial, idolatrava os cães dessa raça e os envolviam em diversas cerimônias e cultos lunares. Os cachorros de cor preta eram os mais cobiçados e considerados como “guia da alma em sua viagem para a outra vida”. Seus antepassados possuem curiosas histórias místicas.

O folclore ainda conta que esta raça era muito utilizada para fins medicinais.  Conta a lenda que um abraço ou apenas um leve contato no cão dava a sensação de estar tocando uma bolsa de água quente e curava problemas de saúde, como dores no estômago.

Infelizmente, durante a conquista espanhola no Peru, esses cães quase entraram em extinção. A sobrevivência se deu graças aos cuidados que receberam em pequenas aldeias de áreas rurais, onde eles ainda podem ser encontrados em bom número.

Atualmente, criadores peruanos tentam proteger os exemplares que restam da raça para garantir a significativa diversidade de linhagem.


Comportamento do Cão Pelado Peruano

A raça Cão Pelado Peruano é muito nobre e elegante, dócil e afetuosa. Ao mesmo tempo, é bastante extrovertida, vivaz, brincalhona e, às vezes, pode apresentar atitudes um pouco nervosas.

Muito fiel ao seu dono – podendo inclusive demonstrar sinais de ciúme – é um ótimo cão de companhia para toda a família, já que cria fortes laços com todos os membros.  

O cachorro de raça é muito protetor com o lar e sua família e, por isso, pode ser bastante desconfiado com pessoas diferentes ou com outros animais que não lhe são familiares.  Não deixa de estar sempre alerta com o que acontece ao seu redor, demonstra muito cuidado com as crianças e é um ótimo cão de guarda para toda a família.

É um animalzinho que gosta de estar sempre na companhia dos seus donos para não se sentir sozinho demais. Muito ágil, gosta de brincadeiras envolventes e de correr ao ar livre, mas não dispensa passar um bom tempo sossegado no sofá.

Pode, algumas vezes, ser bem teimoso, exigindo adestramento adequado desde pequeno. Mas não se preocupe! Como é bastante inteligente e obediente, o treinamento torna-se bem fácil de ser aplicado.


Cuidados especiais e saúde

Em sua maioria, os cães da raça Pelado Peruano gozam de uma boa saúde e são bastante resistentes às doenças. Apesar disso, alguns cachorros podem apresentar problemas no fígado, por isso sua alimentação deve ser controlada a fim de evitar comidas muito gordurosas. Eventualmente, também podem aparecer problemas dentários e nos olhos.

Mas, em relação aos problemas de saúde, o que mais preocupa são as queimaduras de sol que podem ocorrer em sua pele. Como não possuem o corpo coberto por quase nenhuma pelagem, é importante tomar alguns cuidados especiais com esses cãezinhos.

  • Se houver necessidade de ficar expostos ao sol, não se esqueça de aplicar um protetor solar adequado (consulte seu veterinário) por todo o corpo do seu cachorro para evitar queimaduras;

  • Do mesmo modo, garanta que seu animalzinho tenha roupas adequadas para deixá-lo bem quentinho no inverno. Não é recomendado que ele seja exposto a qualquer clima extremo;

  • Sua pele fina e lisa exige uma massagem com cremes emolientes para que fique sempre bem hidratada e não ocorra o ressecamento da pele (que folga desse cãozinho!);

  • Pelo mesmo motivo de ressecamento da pele, o cão desta raça não deve tomar banhos com pouco tempo de intervalo. O ideal é usar sabão neutro e ter uma frequência de banho a cada 2 meses, a não ser que seu cão tenha brincado pela lama!


Apesar de tantos cuidados especiais, existe uma grande vantagem na falta de pelo no Pelado Peruano: a raça não causa alergias, não costuma ter pulgas e carrapatos, nem apresenta trocas de pelos, sendo extremamente fácil de limpar! Uma raça excelente para pessoas que possuem alergia a cachorros.


Outras Notícias sobre Raças