Segunda via de Boletos

Bull Terrier - Forte, teimoso e muito fofo

Um grande amigo e companheiro, o também conhecido como “cavaleiro branco” – por saber se defender muito bem sem provocar brigas – é um cão cheio de vida e com muita disposição. Adora o ambiente familiar e ama incondicionalmente seus donos. Por isso, não se espante se receber esbarrões e lambidas de seu Bull Terrier implorando por sua atenção!


Bull_terrier_capa

Origem

Antigamente, nas famosas rinhas de briga, os buldogues eram usados em combates contra touros. Quando uma lei surgiu proibindo as lutas entre animais, iniciaram-se, clandestinamente, lutas entre próprios cães por serem bem mais fáceis de se esconder.

Porém os buldogues eram cães que sufocavam seu adversário até o término do combate e os donos dos ‘lutadores’ se viram obrigados a encontrar uma outra raça menos agressiva. Foi então, a partir do cruzamento entre várias raças, que surgiram os primeiros exemplares do Bull Terrier, uma das mais antigas raças de Terriers.

Posteriormente, a raça acabou se popularizando e foi, aos poucos, deixando de lado seu passado nas brigas. Com enorme vitalidade, força e agilidade, hoje, é considerado uma ótimo cão de guarda.

Com sua história atrelada às rinhas de briga, muitos confundem o Bull Terrier com o Pit Bull. Entretanto ele é diferente tanto física quanto psicologicamente.

Comportamento

Exuberante, cômico e muito levado, assim podemos descrever o Bull Terrier, que com seu jeitinho bruto e teimoso, tenta levar as coisas do seu jeito! Mas não se engane... mesmo como sua pose de difícil, tem características bem afetuosas e é muito devoto ao seu lar e à seus familiares.

E, por falar em lar, é um cachorro que procurar preservar bem seu espaço, descansar em um confortável sofá e, por que não, assistir a um programinha na TV. Isso mesmo! É muito comum pegar um cão dessa raça bastante entretido com a sua programação televisiva!

Para chamar a atenção, adora dar rodopios no ar e correr atrás de bolinhas e outros brinquedos. É sempre bom dar atenção à esses alertas de brincadeiras, pois a sua forca física está proporcionalmente ligada à sua inteligência e é recomendado que ambas estejam em constante atividade.

Além disso, exercícios físicos e mentais diários vão ajudar a evitar que seu cachorro exercite a mandíbula pelos objetos da sua casa! Outra dica é sempre deixar brinquedinhos e ossos disponíveis para que ele possa morder.

Por causa de sua teimosia, precisa de donos com grande voz ativa e capazes de reprimir as coisas indesejáveis com bastante firmeza. A socialização com outros cães e animais e o treinamento de obediência são importantes desde pequenos para evitar que seu cão incomode outras pessoas ou animais em um simples passeio na rua.

Apesar dessas características fortes, o cão de raça não late com frequência e, quando late, é para anunciar a presença de pessoas que não lhe são familiares.

É uma raça muito indicada para família com crianças!

Cuidados e tratamentos especiais

O Bull Terrier é uma raça muito ativa que precisa ser entretida com bons exercícios diários e estímulos mentais. Mesmo em idades mais avançadas, esses exercícios são importantes, mas, claro, em doses reguladas.

Quando ainda filhote, não é aconselhado deixá-lo sozinho por muito tempo, sem supervisão. Como já é muito enérgico, está sempre procurando alguma coisa para fazer, portanto pode ser bastante destrutivo se não houver um olhar bem atento.

Os cuidados com a pelagem são mínimos e é necessário apenas escovações acionais para remover os pelos mortos.  Se desejar, pode passar óleos especiais que ajudam a melhorar a aparência de seus pelos. Eles são facilmente encontrados em pet shops, mas é importante ficar atento para escolher os produtos que não contenham contra indicações ou os que sejam antialérgicos.

O cachorro dessa raça tem muita tendência a desenvolver doenças de pele e alergias – especialmente como mordidas de moscas, mosquitos ou outros insetos. Também é importante verificar, com frequência, os olhos, o nariz e a boca, pois é comum que ocorra sinais de infecção nessas regiões.

Como a raça costuma ter animais muito branquinhos e com a pele rosada, é indicado usar protetor solar quando precisar ficar exposto ao sol for por um longo período.  Isso evita o desenvolvimento de câncer de pele.

O Bull Terrier não precisa de uma alimentação especial, mas procure manter o equilíbrio certo entre a dieta e os exercícios. É muito comum que a raça apresente sobrepeso com facilidade.

Outras Notícias sobre Raças