Segunda via de Boletos

Brincalhão e muito ativo: é assim o gato Himalaio

Brincalhão e muito ativo: é assim o gato Himalaio. Conhecido também como gato do Hilamaia, lembra muito o gato Persa. Por sua fofura e ótimo temperamento é uma raça muito desejada pelos amantes dos felinos.

Himalaio_capa

Este gatinho é ideal para pessoas que gostam de um bichinho mais interativo como companhia. O Himalaio gosta de brincadeiras e estímulo. Além disso, possui bom relacionamento com outros animais domésticos e crianças pequenas.

Conheça mais esta incrível raça.

História e origem do Himalaio

Apesar do nome, a origem deste gato remete aos EUA. A raça trata-se do resultado do cruzamento do gato Persa e Siamês. Sendo assim, é um felino híbrido. Seu surgimento foi em, aproximadamente, 1920 e sua aparência lembrava mais o Siamês do que o Persa, tendo ficado mais puxado para o Persa depois de algumas gerações. Isso ocorreu porque se desejava um gato com pelos mais longos e o gene do pelo curto do Siamês era dominante. Após vários cruzamentos, o resultado ficou como é hoje.

E por que o nome Himalaio? Esta nomenclatura foi escolhida para fazer referência aos coelhos Himalaios, animais estes que possuem uma cor mais escura nas patas e orelhas, da mesma forma que ocorre com o gato.

Em 1984, esta raça passou a fazer parte do grupo de sub-raças do Persa, conforme definido pela CFA (Cat Franciers Association), instituição que denomina as raças dos gatos mundialmente.

Temperamento do gato Himalaio

Estes bichanos são próprios para viver em apartamentos e locais mais urbanos, pois são muito limpos e não são muito adeptos à liberdade da vida rural. Seus pelos longos também não combinam com gramas e terra. Mesmo assim, eles precisam, como todo bichinho, ter seu tempo ao ar livre.

Este gato se dá bem com outros gatos e espécies. Porém, cuidado ao deixar que cães muito grandes e fortes convivam com gatos. Eles podem machucá-los mesmo que na brincadeira. O gato Himalaio, por exemplo, é um bichinho delicado. Inclusive, seu miado é muito baixinho, mesmo quando sob estímulo ou na época de acasalamento.

Disponibilize arranhadores e brinquedos próprios para seu gato. Assim eles “lixam” as unhas e despejam sua tensão nestes objetos.

Cuidados com o Himalaio

Como todos os bichos de estimação, alimentação de boa qualidade e estímulo ao movimento são importantes para evitar doenças, manter os pelos bonitos, o bom-humor e prevenir a obesidade.

Quanto à escovação, todos os gatos de pelos grandes precisam de cuidados recorrentes. A escovação quase diária e banhos, no mínimo, mensais são necessários. Seu pelo tem tendência a criar as famosas bolas, que ocasionam engasgos e problemas estomacais. Além disso, os pelos que caem e ficam emaranhados, podem se soltar pela casa, resultando em verdadeiros tufos perdidos por aí. O ato de escovar os pelos faz com que os fios soltos saiam e evita o embaraço do restante.

Há de se ter também cuidado com os olhos. Se houver secreção, os mesmos devem ser limpos. Caso seja recorrente, leve-o ao veterinário para indicação de colírio próprio. Orelhas também devem ser lavadas durante o banho. Nada de utilizar objetos pontiagudos ou introduzir cotonetes profundamente. Os ouvidos dos gatos devem ser limpos com solução própria para amolecer a cera e algodão ou cotonete na área mais externa.

Uma observação importante em relação, principalmente, aos gatos brancos e de olhos azuis é em relação à surdez. Muitos destes gatos apresentam este probleminha em um ou ambos os ouvidos, não sendo isso, um impeditivo para sua criação. Não se sabe exatamente o porquê, mas há alguma relação entre os genes referentes a estas características.

Mesmo assim, lembre-se de que não é ruim assim ter um gatinho surdo (assim como um animal com qualquer outra deficiência). Apenas há de se ter os cuidados necessários. No caso da surdez, não se deve deixar o animal sozinho nas ruas sob o risco de ele não ouvir buzinas e barulhos vindos de veículos. Observe e pergunte ao adquirir.

As doenças recorrentes desta raça são as mesmas das raças de sua origem, Persa e Siamês: Quilotórax, Micose, Urolitíase, Entrópio, Ulcera de córnea e Sequestrum Corneal. Mas, com as visitas ao veterinário (comuns a todos os bichos domésticos), cuidados pertinentes e muito amor, seu bichinho terá saúde e alegria sempre!


Other news Raças