Segunda via de Boletos

Basset Hound – A preguiça em forma de cão

Perninhas curtas, corpo longo, orelha grande e muita preguiça: é assim a maioria das pessoas enxerga o Basset Hound – e eles não estão errados. Com seus olhos caídos e carinha de bom moço, eles conquistam até os corações mais duros.


Cachorro-raca-basset-hound2

Acredite se quiser, a raça foi criada para ser caçadora de pequenos animais, como coelhos e lebres. Isto por que, apesar de sua lentidão, eles são exímios farejadores. Durante o dia, é comum que sigam um rastro até sua fonte, com paciência e muita persistência. É preciso cuidado para que, durante estas “caçadas” não percam o rumo de casa.

São cães queridos, dóceis, calmos e muito preguiçosos. Vivem harmoniosamente com todos ao seu redor, sejam adultos, crianças ou outros animais. Com as crianças, especialmente, é preciso cuidado. Eles são tão bonzinhos que possivelmente sofrerão calados com qualquer brincadeira, inclusive aquelas que podem machucar sua coluna – um ponto frágil da raça.

Eles são, possivelmente, os cães mais tolerantes já vistos – e você dificilmente o verá agitado, nervoso ou irritado. Se for maltratado, a tendência é que fuja, e não que revide. Seu temperamento é tão calmo e harmonioso que é difícil imaginar uma situação de stress que envolva cães desta raça – e isto é um grande orgulho para seus donos e criadores.

Basset Hound e a tendência para a obesidade

Essa preguiça, característica da raça, resulta em pouca atividade física, o que explica uma tendência para a obesidade. E como suas pernas são extremamente curtas, sua mobilidade passa a ser reduzida, causando desconforto e ainda mais preguiça – é um ciclo vicioso. Para evitar este mal, é ideal que sejam alimentados com uma ração que não favorece o acúmulo de gorduras, como a Fórmula Natural Light.

O ideal é que seja criado dentro de casa, com a família, mas com acesso ao quintal. Assim, ele pode gastar sua pouca energia farejando por aí, evitando a temida obesidade. Cabe ao dono interagir com ele e tirá-lo de sua zona de conforto, sempre sugerindo atividades leves e estimulantes que façam com que ele movimente-se um pouco.

Um companheiro amoroso e carente

Eles podem ficar sozinhos por determinados período de tempo, mas não extrapole. Só porque o Basset Hound não é dado a colo, muitos donos pensam que ele não precisa de atenção, mas na verdade adora carinho e afago.

Como não é muito ativo, talvez ele não fique pedindo carinho o tempo todo, por isso seus donos precisam estimulá-lo a participar das atividades da casa. Caso contrário, ele pode passar longos períodos apenas deitado, observando a paisagem.

Cuidados especiais

Como toda a raça, o Basset Hound precisa de alguns cuidados específicos. Seus olhos, por serem caídos e mais expostos, estão sujeitos a alguns problemas. Evitar vento e poeira é essencial, e você também pode limpar a área diariamente com uma solução indicada por um veterinário. Sua pele também precisa de cuidados, já que possui maior produção das glândulas sebáceas. Ele pode apresentar um cheiro forte, além de caspa. O ideal é dar banhos frequentes com xampus especiais para o problema.

Gostou do Basset Hound? Para aqueles que procuram um amigo calmo e tranquilo, ele é a opção certa. Prepare-se para viver com um cachorro dócil, calmo e muito companheiro!


Outras Notícias sobre Raças