Segunda via de Boletos

Ashera: Um gatinho raro e exótico

Afetuoso, leal e de belíssima aparência, lembrando um pequeno leopardo, o Ashera é uma das raças de gatos domésticos mais caras do mundo. Não há um valor definido, o que depende de outros fatores. Seu preço, normalmente, ficará na faixa de US$ 22 mil dólares.


Ashera_capa

Resultado de cruzamento estre três espécies de gatos - serval africano, gato-leopardo asiático e gatos domésticos – o Ashera resultou em um animalzinho totalmente domesticável, porém com jeitão selvagem e aspecto exótico.

Sua pelagem tem manchas e cores que lembram feras como onças e leopardos. Inclusive, quanto mais parecido com estes animais, mais caro é o filhote. Há registros de gatos desta raça vendidos por US$125 mil!


Origens do Ashera

Conforme já dissemos, esta raça é híbrida, o que significa que é um resultado de cruzamento de espécies diferentes. Por existirem muitas raças deste tipo, sua autenticidade já fora contestada por assemelhar-se à raça Savanah, também produto da cruza entre leopardo asiático e gatos domésticos.

A ideia de criar um animal assim veio do inglês Simon Brodie, fundador da companhia norte-americana Lifestyle Pet, especializada em biotecnia e inseminação artificial de animais. Esta empresa realiza estudos para criar animais ao gosto da população e adaptados aos costumes domésticos.


Raridade: a razão do alto preço do Ashera

Além de sua aparência muito diferenciada, o Ashera é um animal raro, visto que nascem cerca de 100 mil felinos desta raça no mundo todo por ano. Sendo assim, a procura é bem maior que a oferta. Isso ocorre porque a raça é estéril, ou seja, gatos puros deste tipo não reproduzem. Portanto, não se pode criar estes gatos para que tenham filhotes e lucrar com sua venda, como costuma-se fazer com outros animais que possuem pedigree.

A empresa norte-americana Lifestyle Pets, dona da raça Ashera, vende também gatos de variedades desta raça. O Ashera Standart é o mais comum, com preço próximo a US$23 mil. Há ainda o Snow Asehra, um gato branco com pintas como um leopardo albino que pode custar mais de US$80 mil. Já o Royal Ashera é o mais caro e raro, custando mais de US$150 mil!

A quem possa interessar, há ainda um gato de última geração chamado Ashera GD Hipoalergênico. Trata-se de uma raça desenvolvida com objetivo de não causar alergias em humanos.

Os pelos dos bichanos são os causadores de espirros e rinites em pessoas propensas. Isso por causa de uma proteína que se concentra em sua saliva (daí eles se lambem e propagam o elemento), pele e urina. O Ashera “antialérgico” possui quantidades bem menores desta proteína.

Para conhecimento, ao adquirir um gatinho Ashera, o novo dono leva junto um serviço de assessoria para os cuidados e comportamento do bichano, um seguro, vacinas e um certificado de autenticidade da raça.

Convivendo com um Ashera

O gato desta raça é um felino doméstico como todos os outros, claro, com algumas peculiaridades temperamentais da raça, além das características físicas únicas.

Trata-se de um gato grande e pesado. Ele pode medir até 1,3 metros e pesar até 15 quilos. Seu porte aparenta uma natureza selvagem. Sendo assim, é um gato bem esperto e preparado fisicamente falando. Sua pelagem semelhante à de um leopardo e as orelhas pontiagudas e sempre alertas aprofundam esta impressão.

Seu comportamento, contudo, é totalmente caseiro. O bichano desta raça adora carinho, atenção, mimos e brincadeiras, principalmente quando filhotes. Gostam de ficar dentro de casa curtindo uma preguiça, mas, como todos os animais domésticos precisam de atividades e tempo ao ar livre.

Seu temperamento com outros humanos é dócil. Pode estranhar outros animais se não for acostumado desde cedo, assim como outros gatos.

Por ser um gato caro e raro, os donos costumam mimar mais que o normal e ele pode se tornar antissocial e mal acostumado a alguns hábitos. Isso ocorre com qualquer bicho doméstico: o Ashera precisa ser educado para saber seus limites.

Os cuidados são os mesmos que com todos os outros felinos domésticos: vacinas, vermifugação e visitas ao veterinário, bem como higienização quinzenal ou, no máximo, mensal, visto que gatos costumam tomar seu próprio banho, mas são importantes a intervenção humana e produtos próprios.

Carinho e muita atenção a este pequeno leopardo são os itens mais importantes da lista, sem dúvida. Afinal, não importa o preço do seu Ashera. Um companheiro peludo, fiel e amoroso, não tem preço!


Outras Notícias sobre Raças