Gatinhos aprendem a ronronar no 2º dia de vida

Gatinhos_aprendem_a_ronronar_no_2%c2%ba_dia_de_vida

Você sabia que os linces e as jaguatiricas também ronronam? Especialista explica de onde vem o som do “motorzinho” característico dos felinos.

Os gatos emitem um som que muitas vezes assusta os que não têm familiaridade com eles. Mas que som é este?
O ronronar é um ruído de timbre grave e contínuo que os gatos domésticos emitem com a boca fechada, o famoso “motorzinho”.
É um processo parcialmente compreendido, mas não há conhecimento exato sobre o motivo e como os gatos ronronam.

“É muito comum observarmos gatos ronronando quando estão calmos, demonstrando prazer ou satisfação e consideramos como um tipo de comunicação entre gatos e também com humanos”, afirma Laurence Von Galen, médico veterinário e especialista em medicina de felinos do Grupo Pet Care de Hospitais Veterinários.

O ronronar está presente na vida dos felinos desde a gestação, quando as fêmeas emitem o som durante o parto e os filhotes começam no segundo dia de vida, incluindo a hora da amamentação, quando um faz em resposta ao outro.

O veterinário explica que os gatos também ronronam quando estão com dor e até antes de morrerem. Estudos recentes também defendem que o ronronar libera endorfinas, causando sensação de bem-estar, o que pode explicar tal som em situações desagradáveis.

“Acredita-se que o ronronar é produzido pela vibração de músculos da laringe. A contração e relaxamento destes músculos formam o som pela movimentação das cordas vocais, com impulsos rítmicos de até 25 movimentos por segundo”, explica Dr. Laurence.

Outra curiosidade sobre o ronronar está ligada a outras espécies de felinos, como o lince e a jaguatirica, que também ronronam. “Já os felinos que rugem – leão, tigre, jaguar e leopardo – apresentam uma diferença anatômica na região da laringe e não conseguem ronronar”, finaliza o veterinário.

Fonte: PetMag.com.br
Foto: Johnny